quinta-feira, 4 de outubro de 2007

LULA MENTE SOBRE A DÍVIDA EXTERNA

Prof. Airton de Albuquerque Queiroz.
Doutor em Economia, ex-titular de economia política da UFF, Universidade Federal Fluminense
OBS.: ACESSE http://www.jubileubrasil.org.br/

A mentira que os safados economistas governamentais ensinam ao Lula e ele sai a repetir mundo afora.

Sobre a dívida externa. É bravata e ignorância do Lula. Ela não foi paga coisa nenhuma. A explicação é que, como as reservas estão, de fato, em U$ 161 bilhões, e o total da dívida externa, hoje, somando a parte pública com a privada é de aproximadamente é U$ 146 Bilhões ( a de médio e longo prazo ) e mais U$ 50 Bilhões ( de curto prazo, isto é, menos de um ano ), o valor das reservas é mais do que suficiente para pagar a dívida de longo prazo.

Obs. A dívida de curto prazo não deve ser somada à de longo, pois ela serve apenas como movimentação financeira dentro do próprio ano.

O correto seria dizer, a dívida externa brasileira de Longo Prazo, está hoje, potencialmente paga, pois as Reservas são superiores à ela. Mas ela não foi paga e nem deve ser, pois seus prazos de pagamento são escalonados no tempo, em muitos anos à frente. Seria burrice antecipá-la, sem que houvesse atrativos descontos, o que banqueiro não dá.

E essa dívida de Longo Prazo já foi há cinco anos atrás de U$ 210 Bilhões, sem incluir a dívida-ponte com o FMI, de apenas U$ 15 Bilhões, que não deveria ter sido paga antes do tempo, pois seu custo ( em juros internacionais ) era menor que a dívida interna, a que o Tesouro teve de recorrer para antecipar o seu pagamento e fazer propaganda política, enganando os trouxas. Trocou-se dívida barata por dívida cara.

Todavia, não foi só com o FMI que isso aconteceu. Parte expressiva da dívida externa caiu, porque foi internalizada, pois o valor do dólar despencou de quase R$ 4,00 em outubro de 2002 ( medo da eleição do Lula ) para para menos de R$ 2,00. Além disso os juros pagos, internamente, com a SELIC nas alturas, representaram até poucas semanas atrás, a maior taxa real de juros do mundo e, hoje, é a segunda maior, só abaixo da da Turquia.

Os credores da dívida externa facilitaram a sua venda e com os recursos compraram dívida interna, a qual mais que disparou, dado que a dívida interna paga juros bem maiores que a externa. Cristalino como água pura.

O saldo da dívida interna, em Julho de 2007 foi maior que R$ 1,3 Trilhão ( Fonte: Banco Central ). Se nós a dolarizássemos, a R$ 2,00 por dólar, daria mais de U$ 650 Bilhões. Ou seja, a dívida TOTAL pública brasileira, elevou-se substancialmente em termos absolutos. Seu acréscimo, em dólares, é maior que a redução da dívida externa, somado ao acréscimo das Reservas.

O que importa para um país não é o total de sua dívida publica externa e sim o TOTAL da dívida pública ( externa + interna ) e, esta, no Brasil, tem crescido e muito, em Reais e em dólar mais ainda.

Quanto ao saldo comercial é verdade cresceu muito nos últimos 6 anos e agora vai começar a decrescer. E cresceu graças ao tremendo e continuado desenvolvimento da economia mundial, do qual o Brasil não tem acompanhado no mesmo ritmo.

Só que aí também joga-se poeira na cara dos que não entendem de economia. O que importa, no final é o saldo do Balanço de Contas Correntes, que é bem menor que os U$ 45 Bilhões do Superávit Comercial, pois temos que pagar os juros da dívida externa, que não foi paga ( ao contrário da mentira propagada ) e ainda mais, suportar os déficits com a remessa de royalties e lucros que se têm elevado bastante ( com as multis aproveitando- se do dólar baixo ).

5 comentários:

Anônimo disse...

Sou ex-aluno do prof Airton. Quem me ensinou Introdução à Economia na UFF, sem dúvidas posso lhes dizer que foi o melhor professor que já tive. Sempre com muita paixão pra ensinar, o que me motivou muito a estudar e aprender muito sobre economia. Além disso ele sempre nos abriu os olhos para nos mostrar dados da economia que os meios de comunicação não nos divulgam. Tive a grande honra de ter sido aluno deste grande homem. Abraços professor

Anônimo disse...

Deveriamos mandar esses comentários para o Lula. O interessante é que parece que revistas com certa idoneidade cairam nessa. Será algum arranjo?

ELIZABETH disse...

Pois é, eu faço parte da grande massa da população que quase nada entende de econômia, porém depois de ter ouvido o nosso presidente dizer que a divida externa já foi paga fiquei muito curiosa pra saber mais de tal feito, contudo fui totalmente surpreendida pela declaração do prof. Airton que diz exatamente o contrário.
É um absurdo enganar o povo dessa maneira, sinceramente quanto mais busco me informar sobre tais assuntos, mais revoltada eu fico com esse "homens" que conduzem nosso país.

Anônimo disse...

eh!! enganação pura , e tem muita gente acreditando nessa noticia , o NOSSO BRASIL continua devendo, qdo sairemos desta divida para podermor crescer verdadeiramente como diz o nosso LULA

Anônimo disse...

Eu nunca acreditei que este presidente mentiroso que nós temos havia pago a dívida externa,só não entendo como que a mídia aceitou isto tão passivamente pois é uma gd mentira do sr LULA,tenho certeza que ésta dívida está gigante do mesmo jeito que era antes,mas o povo parece cego e continua dando popularidade para este gd mentiroso.