sábado, 29 de setembro de 2007

O CÉREBRO E SEUS HEMISFÉRIOS

O CÉREBRO E SEUS HEMISFÉRIOS
Por Ademar Lopes Pessoa
Há mais de 10 anos passei a me dedicar à leitura de livros sobre o cérebro humano. Eu ensinava Leitura Dinâmica e Memorização e queria saber como o cérebro processa a leitura e a memorização. Passei então a adquirir livros sobre ele, e a leitura me entusiasmou tanto, que tomei a iniciativa de comprar todo livro sobre o cérebro que encontro nas livrarias. O último foi O CÉREBRO DO SÉCULO XXI, de Steven Rose.

Um livro muito citado pelos autores é O CÉREBRO, de Isaac Anisov, que só encontrei um exemplar, bastante folheado. Pedi à livraria que me providenciasse um novo. Estou aguardando.

O cérebro humano tem dois hemisférios que são unidos pelo corpo caloso. Na mulher, o corpo caloso tem cerca de 30 milhões de fibras nervosas a mais que no homem. Esta não é a única diferença entre o cérebro da mulher e o do homem. Segundo a autora do livro ÁRVORES MARAVILHOSAS DA MENTE, Marian Dyamond, a mulher tem cerca de 11% a mais de neurônios nas regiões temporais do cérebro.

Disto eu concluo porque as mulheres fazem duas ou mais coisas ao mesmo tempo, sem se embaraçarem, o que normalmente não acontece com os homens, que só conseguem fazer uma coisa de cada vez. É que elas têm os dois hemisférios cerebrais mais bem conectados, o que lhes permite amar diferente dos homens, ser mais carinhosas, pois o hemisfério direito é o das emoções e sentimentos, além de ser da música, da poesia, da interação com as outras pessoa e da criatividade, entre outras.

Na televisão há uma gama de apresentadores que são canhotos. Ora, estes têm o hemisfério direito como preponderante, o que lhes permite serem criativos e terem facilidade de falar em público. Cito alguns canhotos : Fátima Bernardes, Boris Casoy, Olga Bongiovani, Fábio Pannunzio, Márcia Pertier, Nadja Addad, Leilane Nobart, entre outros.

No esporte há canhotos famosos como Romário, no futebol e Leila, que foi da seleção brasileira de voleibol e hoje joga dupla de praia. Romário tem uma visão espacial melhor que um jogador destro. Leila era a que mais vibrava na sua equipe e chegava a chorar nos resultados negativos. Tudo isto por conta do seu hemisfério direito, que é o dominante. No futebol, as mulheres têm mais facilidade que os homens de chutar com os dois pés. Isto porque seus hemisférios têm mais ligações entre eles, como já falei acima.

Neurocientistas dizem que o hemisfério esquerdo vê a árvore, enquanto o hemisfério direito vê a floresta. Isto é, o hemisfério esquerdo vê melhor o que está num plano, enquanto o direito vê melhor o que está no espaço. Dizem que Leonardo Da Vinci era canhoto. O homem mais rico do mundo, Bill Gates é canhoto. A versatilidade e a criatividade, melhor elaboradas pelo hemisfério direito, foram muito bem usadas por Da Vinci e é um trunfo nas mãos de Bill Gates.

A mãe canhota dificilmente abandona um filho recém-nascido. A meu ver, a mulher canhota é mais amorosa e tem tudo para ser melhor esposa e mãe.

Elaborei um teste para se verificar como estão desenvolvidos os dois hemisférios do cérebro humano e usei nos meus alunos de Técnicas de Leitura e Memorização, por vários anos. Com ele, que era aplicado na primeira aula, eu já ficava sabendo do grau de facilidade ou de dificuldade que cada aluno teria no curso. Pude constatar que as mulheres eram melhores alunas que os homens. A resposta que encontrei para este fato foi o maior número de fibras nervosas que unem o corpo caloso aos dois hemisférios e que o hemisfério direito é mais usado na leitura dinâmica e na memorização que o esquerdo. Outro fato interessante que constatei foi que os três melhores alunos homens que tive eram todos músicos. Isto me leva à experiência que descobriu que os músicos têm áreas no hemisfério direito mais desenvolvidas que os não músicos.

Os japoneses falam duas línguas, o kana e o kanji; o kana é processado pelo hemisfério esquerdo e o kanji pelo hemisfério direito. Isto foi descoberto quando japoneses que sofreram um AVC no hemisfério esquerdo deixaram de falar e escrever o kana; quando o AVC era no hemisfério direito, o japonês tinha dificuldade em falar ou escrever o kanji.

As pessoas que têm facilidade em falar em público, normalmente gesticulam mais com o braço esquerdo que com o direito, mesmo que sejam destros. Há exceções, talvez seja o caso de pessoas destras, que são comandadas pelo hemisfério do mesmo lado, o que é raríssimo.

O exame de olhos que consta de letras e números muito usados pelos oftamologistas, como está num plano, é melhor para verificar o olho direito, mas não é tão bom para o olho esquerdo. Como os olhos também são comandados, principalmente pelo hemisfério oposto, como o restante do corpo, o olho direito é comandado pelo hemisfério esquerdo, enquanto o olho esquerdo é comandado pelo hemisfério direito, apesar do quiasma ótico que é o ponto de cruzamento dos dois nervos óticos, como se fossem um X. Já falei isto para médicos de uma clínica de olhos famosa, mas quando me perguntaram se eu era médico e eu lhes disse que sou tenente-coronel da Reserva do Exército, eles não deram a mínima atenção para o que eu lhes dissera.

O desenvolvimento do cérebro depende muito do meio, da maneira como foi criada e educada a pessoa. Isto é tão verdade que já existe o livro O CÉREBRO DO SÉCULO XXI, citado logo no início.

Há cientista que diz que ainda não se sabe mais de 20% do cérebro humano, como há cientista que diz que de 1970 para 2000 já houve evolução da humanidade, o que também quer dizer evolução do cérebro.

••••••••••••
A seguir cito mais alguns livros sobre o cérebro entre os vários que tenho e leio cotidianamente :
O PODER DO SUBCONSCIENTE : Marcel Roust. IBRASA- Instituição Brasileira de Difusão Cultural Ltda. São Paulo, 1994.
O EU E SEU CÉREBRO : Karl R. Popper e John C. Eccles. Editora UnB. Brasília, 1995.
A MENTE CERTA :Robert Ormstein. Editora CAMPUS. Rio de Janeiro, 1998.
CÉREBRO ESQUERDO, CÉREBRO DIREITO : Sally Springer e Georg Deustsch. Summus Editorial. São Paulo, 1998.
INTELIGÊNCIA EMOCIONAL/As três faces da mente : Elaine de Beauport. Editora TEOSÓFICA. Brasília, 1998.
O CÉREBRO – UM GUIA PARA O SEU USUÁRIO : Dr. John J. Ratey. Editora OBJETIVA. Rio de Janeiro, 2002.
FANTASMAS NO CÉREBRO : V. S. Ramachandran, PhD e Sandra Blakeslee. Editora RECORD. Rio de Janeiro, 2002.
TESTE SOBRE A ASSIMETRIA DOS HEMISFÉRIOS CEREBRAIS
Autor : Ademar Lopes Pessoa
Qual o hemisfério cerebral mais usado pela leitora ou leitor ?
Lair Ribeiro, no seu livro COMO PASSAR NO VESTIBULAR, Editora OBJETIVA, 1997, tem um teste na página 38, com 20 palavras, sendo as de números ímpares referentes ao hemisfério esquerdo e as de números pares, relacionadas ao hemisfério direito, e que se destinam a encontrar a resposta a esta pergunta.
Eu vou apresentar um teste muito mais amplo e explicativo, que elaborei baseado nos meus conhecimentos adquiridos em inúmeros livros, durante vários anos de estudo, entre eles o de Roberto Lira Miranda, ALÉM DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL, o de Robert Ornstein, A MENTE CERTA, o de Sally P. Springer e Georg Deustsch, CÉREBRO ESQUERDO, CÉREBRO DIREITO, o de Karl R. Popper e John C. Eccles, O EU E SEU CÉREBRO, e o de Stanley I. Greenspan, M. D., A EVOLUÇÃO DA MENTE.

Inicialmente vamos citar algumas características que são peculiares a cada hemisfério :

HEMISFÉRIO ESQUERDO HEMISFÉRIO DIREITO
- Age nas ações seqüenciais. - Age abrangendo o conjunto.
- É calculista e organizado. - É sentimental, sonhador e musical.
-Visualiza melhor o que - Visualiza melhor um rosto familiar.
está num plano


TESTE SOBRE ASSIMETRIA DOS HEMISFÉRIOS CEREBRAIS
Inicialmente lembro que um teste como este, para ter um resultado confiável, é preciso que as respostas sejam dadas com muita atenção e sinceridade.

Lembro também que sua aplicação leva em conta a faixa etária da pessoa em quem será aplicado. Em criança, só será aplicada a primeira parte; em adolescentes, as duas primeiras partes; e em adulto, as três partes.

PRIMEIRA FASE : INFÂNCIA
Escolha, entre as afirmações abaixo, aquelas que mais se adaptavam a você quando criança, colocando um X ao lado do número correspondente :
1. Brincava de amarelinha.
2. Brincava de desenhar.
3. Brincava de empinar pipa.
4. Brincava do jogo da velha.
5. Brincava de mocinho e bandido.
6. Jogava futebol de botão.
7. Brincava de skate/patim.
8. Montava quebra-cabeça.
9. Jogava dama.
10. Brincava de montar e desmontar coisas.
11. Brincava com quebra-cabeça.
12. Brincava de ciranda.
13. Não brincava com bonecas e bonecos.
14. Jogava xadrez.
15. Brincava com bolas de gude.
16. Falava com facilidade.
SEGUNDA FASE : ADOLESCÊNCIA

Escolha entre as afirmativas a seguir, aquelas que mais se adaptam à sua vida de adolescente, colocando um X ao lado do número correspondente :

17. Gosto de estudar Geografia.
18. Gosto de Desenho Artístico.
19. Sou uma pessoa afetuosa.
20. Não sou pessoa que goste de conversar.
21. Gosto de estudar Línguas Estrangeiras.
22. Não gosto de Desenho e (ou) Pintura.
23. Gosto de analisar as informações.
24. Gosto de conversar.
25. Sou uma pessoa organizada.
26. Gosto de trabalhar com computador.
27. Percebo que sou intuitivo.
28. Gosto de leituras técnicas.
29. Gosto de poesia e de declamar.ou voleibol.
30. Gosto de colecionar selos e miniaturas.
31. Gosto de dançar.
32. Gosto de ter minhas fantasias.
33. Sinto facilidade em consertar aparelhos.
34. Sinto que sou uma pessoa emotiva.
35. Sou uma pessoa cautelosa.
36. Gosto de ser criativo.
37. Gosto de trabalhar com propaganda.
38. Sinto que sou detalhista.
39. Sou uma pessoa brincalhona.
40. Gosto de jogar futebol, basquetebol
TERCEIRA FASE : ADULTA
Escolha, entre as afirmativas abaixo, as que mais representam seu estado atual, colocando um X ao lado do número correspondente :

41. Gosto de assuntos financeiros.
42. Não sou músico, nem toco instrumento.
43. Ao falar ou ensinar, procuro usar emoção.
44. Gosto das Ciências Humanas.
45. Gosto de trabalhar em equipe.
46. Gosto de ler.
47. Gosto de trabalhar em Relações Públicas.
48. Gosto de montar orçamentos.
49. Tenho um poder elevado de intuição.
50. Sou canhoto.
51. Sou destro.
52. Sou uma pessoa sentimental.
53. Não gosto de trabalhar onde há desorganização.
54. Gosto de estabelecer planos de ação.
55. Aceito trabalhar com pessoas indisciplinadas.
56. Aborreço-me se não uso minha criatividade.
57. Às vezes associo coisas sem nexo.
58. Não entendo coisas sem coerência.
59. Gosto do que têm lógica e racionalidade.
60. Entusiasma-me testar minha criatividade.
61. Uso exemplos ilustrativos, quando ensino.
62. Sou esmerado, quando descrevo um fato.
63. Não gosto da idéia, se sinto ser inovadora.
64. Quando explico, uso dados e fatos.
65. Tenho facilidade com o que é seqüencial.
66. Sinto facilidade em adaptar-me ao social.
67. Gosto de sentir-me protegido.
68. Entusiasma-me o trabalho emharmonia.
69. Desanimam-me pessoas indisciplinadas.
70. Entusiasmo-me se conheço tudo do assunto.
Feita a escolha criteriosa dos itens, é hora de se verificar quais os referentes ao HEMISFÉRIO ESQUERDO e quais os do HEMISFÉRIO DIREITO :

HEMISFÉRIO ESQUERDO : E : _______
1, 4, 6, 9, 10, 13, 14, 15, 17, 20, 22, 23, 25, 26, 28, 30, 33, 35, 38, 40, 41, 42, 46, 48, 51, 53, 54, 58, 59, 62, 63, 65, 67, 69 e 70.
HEMISFÉRIO DIREITO : D : _______
2, 3, 5, 7, 8, 11, 12, 16, 18, 19, 21, 24, 27, 29, 31, 32, 34, 36, 37, 39, 43, 44, 45, 47, 49, 50, 52, 55, 56, 57, 60, 61, 64, 66 e 68.
Agora a leitora ou leitor vai contar os itens referentes a cada hemisfério cerebral e colocar os resultados nos locais acima indicados. Aquele que apresentar maior soma de itens escolhidos é o seu HEMISFÉRIO DOMINANTE. Se houver empate ou uma pequena diferença (até 5), o que é pouco comum e muito bom, seus dois hemisférios cerebrais trabalham em perfeita simetria.

Para confirmar o resultado acima, o leitor ou leitora pode usar o teste de Lair Ribeiro, citado acima, ou outro que esteja disponível ou, simplesmente, tocar piano com as duas mãos, ao mesmo tempo, ou, na ausência do piano, proceda como se o estivesse tocando como indiquei. Procure perceber qual a mão cujos movimentos dos dedos são mais expontâneos. Se forem os da mão esquerda, seu hemisfério direito é o preponderante; se forem os da mão direita, o hemisfério preponderante é o esquerdo; e, se não houver, realmente, diferença, há um equilíbrio entre os dois hemisférios. Este teste simples é de minha autoria e tenho aplicado junto com outros nos meus alunos e ele tem dado o mesmo resultado.

Finalmente, podemos exercitar o hemisfério menor, isto é, o não-dominante ? Acredito que sim, e de duas maneiras : realizando tarefas privativas desse hemisfério ou realizando com os membros opostos o que é realizado pelo hemisfério dominante. Vou exemplificar. Sou canhoto. Durante muitos anos joguei basquetebol e os lançamentos ao cesto eu os fazia com a mão esquerda. Na minha casa tenho uma tabela com cesta. Há algum tempo, passei a treinar os lançamentos com a mão direita. No começo não tinha muito jeito. Hoje, já não noto diferença. Também joguei muito futebol de campo e de salão. Chutava com o pé esquerdo. Passei no quintal de minha casa a treinar o chute com o pé direito. A dificuldade, no início, foi semelhante à do basquetebol. Hoje, já não sinto dificuldade, inclusive como gosto de praticar “embaixada”, passei a treiná-la com o pé direito. Quase diariamente faço 150 com cada pé. A habilidade com o pé direito já melhorou muito.

Lembro que neurocientistas alemães descobriram que o córtex auditivo dos músicos chega a ser cerca de 25% maior do que de pessoas que não tocam nenhum instrumento. Ora, este córtex se localiza no hemisfério direito, que é o hemisfério musical. Assim, tocar um instrumento musical é uma forma de exercitá-lo. E a boa época para começar é na primeira infância.

Finalmente, após praticar até sentir facilidade na execução, passei a sugerir a meus alunos escrever com a outra mão, começando como quem está aprendendo a escrever :
1)-Escrever letra por letra ou os números; escrever sílabas, palavras, frases e orações;
2)-Escrever com uma mão e tocar piano ou órgão com a outra mão;
3)-Escrever, ao mesmo tempo, com as duas mãos. Como desenho desde criança, gosto de usar ora uma mão ora a outra, isto é, trocando o uso dos hemisférios; 4)-Escrever com uma das mãos, da direita para a esquerda e com as letras de cabeça para baixo. Neste exercício eu tenho muita facilidade.
5)-Desenhar com a mão esquerda(para os destros); 6)-Escovar os dentes com a outra mão. Este exercício já faço com facilidade.

3 comentários:

Rodnei disse...

Valeu pelo texto, Ademar!

Eu já havia feito um teste que demonstrou que uso igualmente os dois hemisférios, e com este teste apresentado por você eu confirmei isto.

E=23
D=22

Grande abraço!

Andrade disse...

Ademar,
Meu resultado deu D=24 e E=13. Achei que realmente minhas características principais são relativas aquelas do hemisfério direito. Não sabia que a diferença era tão grande. Como sou dextro (pensava que o meu hemisfério dominante seria o esquerdo) achei que precisava fazer exercicios para desenvolver o hemisfério direito. E procuro aprender as coisas com a mão esquerda. Hoje jogo ping-pong com as duas mãos.Sempre que lembro faço as coisas com a mão esquerda.
O resultado diz que tenho que fazer outros exercícios, certo?
Abração,
Andrade

Fabiana Tenório disse...

Ademar,
sou Pedagoga e estou concluindo uma especialização em Psicopedagogia. Tenho estudado o cérebro humano e confesso que este tema muito me interessa.
Gostei muito do seu texto e fiz o seu teste. Fiquei muito feliz com o resultado que confirmou o de outro teste encontrado no livro Dificuldades de aprendizagem de Ana Maria Salgado Gomez e Nora Espinola Terán. Utilizo com equilibrio os dois hemisférios. Resultado: HE-20 E HD- 23


Fabiana Tenório